segunda-feira, 30 de janeiro de 2012


“Se às vezes pareço distante é que meu mundo aqui dentro precisa falar.”

Texto completo aqui.

quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

 

“Não sou para todos... Gosto muito do meu mundinho... Ele é cheio de surpresas, palavras soltas e cores misturadas. Às vezes tem um céu azul, outras tempestade. Lá dentro cabem sonhos de todos os tamanhos. Mas não cabe muita gente. Todas as pessoas que estão dentro dele não estão por acaso. São necessárias...”

(Caio Fernando Abreu)

segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

Palavreando


“Eu gosto de gente estranha e de sapatos vermelhos.
Gelatina de limão e pipoca com catchup.
Prefiro flores nos vasos e tenho coleção de canecas.
Gosto de tudo no papel, cartão, cartas, desenhos, bilhetes - meus momentos em pedaços.
Perco a memória, a hora e com frequência me divirto com o embrulho das idéias brincando de esconder.
Se às vezes pareço distante é que meu mundo aqui dentro precisa falar.
Pessoas malucas são as melhores amigas, foi com elas que aprendi ensinar a tristeza sorrir.
Prefiro o quentinho do abraço do que o estalo do beijo.
A simplicidade é meu vestido mais chique.
Não me preocupo se sou amada, reconhecida, aplaudida, isso é pra gente grande.
Sou pequena, em minha mala carrego miudezas e estrelas.”

(Renata Fagundes)

quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

Do que carrego em mim


"Ultimamente tenho sido envolta por uma atmosfera de paz. De bem estar interior.
Aquela sensação que você carrega por dentro quando teus dias amanhecem azuis e os pensamentos limpos.
O poder deitar e dormir tranquila sem me lastimar ou me culpar por nada.
Já não me condeno por coisas que falei e foram mal interpretadas.
Não me entristeço por algumas pessoas terem saído de minha vida, sei que Deus as afastou em resposta a todas as minhas orações.
Não me abalo mais por fofocas e intrigas de quem não conhece metade do que sou.
Não fico mais chateada com pessoas que firmam disputas desnecessárias, como se a vida fosse uma eterna competição de bens e dotes.
Se alguém me xingar, sorrio.
Se alguém me desejar mal, desejo a paz no coração desta pessoa.
Se alguém me atirar pedras, lanço flores.
A minha vida anda boa demais para me importar com coisas que não me acrescentam, apenas me borram sorrisos."

(Paula Leite)

quarta-feira, 18 de janeiro de 2012


“Somos feitos de sonhos, a realidade é só um susto.”

(Renata Fagundes)

quinta-feira, 12 de janeiro de 2012


“O livro é um mudo que fala, um surdo que responde, um cego que guia, um morto que vive.”

(Pe. Antonio Vieira)

domingo, 8 de janeiro de 2012


“Eu sou criança. E vou crescer assim. Gosto de abraçar apertado, sentir alegria inteira, inventar mundos, inventar amores. Acho graça onde não há sentido. Acho lindo o que não é. O simples me faz rir, o complicado me aborrece.”

(Fernanda Mello)

terça-feira, 3 de janeiro de 2012

Com que letra eu vou??


"Se não deu certo
Apague e recomece
Esqueça o que ficou
Esqueça a culpa
A falta de plano
Esqueça a dúvida
O que foi quase engano

Apague e recomece

É sempre hora de mudar
De virar a página
E se reinventar

(Mesmo que doa, aprender não é um processo à toa)."

(Fernanda Mello)

domingo, 1 de janeiro de 2012


“Já que a semana está em branco e um novo dia sorri, vamos escrever a vida. Sem medo. Sem aquela expectativa surreal de ter-que-fazer-perfeito. Sem aquela cobrança de fazer tudo o que queremos (e não o que precisamos).
Que tal pararmos de pular a primeira página pra treinar a letra ideal? Vamos escrever do jeito que for, afinando e desafinando, errando e acertando e - sempre - amando e aceitando o melhor e o pior que existe em nós. Afinal, cada dia é um novo ano. E a gente merece ser feliz e recomeçar sempre.
(Quantas vezes for preciso).”