quinta-feira, 3 de dezembro de 2015


“Talvez não tivesse título ou fortuna para lhe oferecer, mas estava decido a garantir-lhe a segurança.
E tudo o que fez, a partir daquele momento...
Foi por ela.”

(Romance com o Duque – Tessa Dare)

quinta-feira, 26 de novembro de 2015


“E, estando muito habituada à solidão, compreendia que a pior parte de não ter quem cuidasse dela era não ter ninguém para cuidar.”

(Romance com o Duque – Tessa Dare)

quarta-feira, 18 de novembro de 2015

Casa ♫


“Deus preferiu essa carne
Não quis os templos que eu posso construir
Com minhas mãos

Me fez casa
Eu sou morada
Lugar de Deus
Que não está lá fora
Mas sim mora dentro de mim”

(Palavrantiga)

quinta-feira, 5 de novembro de 2015


“O verbo ler, como o verbo amar e o verbo sonhar, não suporta "o modo imperativo". Eu sempre aconselhei a meus estudantes que se um livro os chatear que o abandonem. Que não o leiam porque é famoso ou porque é moderno ou porque é antigo. A leitura deve ser uma das formas da felicidade e não se pode obrigar ninguém a ser feliz.”


(Jorge Luiz Borges)

quinta-feira, 17 de setembro de 2015


“Sou fascinada por levezas.
E quem chega com delicadeza,
me ganha, me e(leva),
corpo e alma.”

(Laura Méllo)
Pensamento encontrado no blog Utilidades Poéticas

quinta-feira, 27 de agosto de 2015

Ventania


O sol da manhã 
me trazia inspiração.
Escrevia um bilhete 

para a dona do meu coração.

"O que te digo é fato
não sei viver sem você.
O resto é boato.
Só sei te querer."

Rumo à casa dela
um forte vento soprou.
O pedaço de papel
de minhas mãos arrancou.

O vento venci,
o papel resgatei.
Embaixo da porta dela
o bilhete coloquei.

Já estava preocupado,
mas a resposta não tardou.
Pelas mãos da irmã dela
a nova carta chegou.

Ao lê-la me surpreendi,
pois tal resposta não esperei.
Precisei ler duas vezes
para ter certeza de que não me enganei.

"Quanta grosseria!
Pensei que fosses mais gentil.
Poderia ter-me dito isso
de um modo mais sutil.

"Não precisa se preocupar,
problema não serei.
Não terá que olhar para mim,
pois em tua frente não aparecerei."

Fiquei embasbacado!
O que aquilo queria dizer?
Vou à casa dela
para a situação resolver.

Com uma amiga ela conversava
sentada na calçada,
e nem pareceu notar
a minha chegada.

Parei em frente a ela
com cara de interrogação.
Esperava ouvir de sua boca
ao menos uma explicação.

Ao olhar para mim,
notando minha expressão,
pegou meu bilhete
e entregou em minha mão.

Não nego:
escrevi uma declaração,
mas tenho certeza
de que essa não foi, não!

"O que te digo é fato
não sei te querer.
O resto é boato.
Só sei viver sem você."

Então compreendi
o que aconteceu.
Uma ideia absurda
em minha mente ocorreu.

Aquele vento danado,
que o bilhete veio roubar,
havia mudado
as palavras de lugar.

Nada pude fazer
à não ser me conformar.
A natureza tem suas razões
que não se deve questionar.

Voltei para casa.
Papel e caneta na mão
para escrever nova carta
à minha segunda opção. 


(Layanne Rezende)

19.03.2009

quinta-feira, 20 de agosto de 2015


“- Então – caçoou Fudge recuperando-se –, você pretende enfrentar Dawlish, Shacklebolt, Dolores e a mim sozinho, é, Dumbledore?
- Pelas barbas de Merlim, não! – disse Dumbledore sorrindo. – Não, a não ser que vocês sejam suficientemente insensatos de me obrigar a isso.”

(Harry Potter e a Ordem da Fênix – J.K. Rowling)

sexta-feira, 14 de agosto de 2015

Espera por mim ♫


“Quando chegar o dia a gente vai saber
Que as mãos têm o encaixe perfeito”

(Marcela Taís)

segunda-feira, 20 de julho de 2015

Eu sou diferente ♫


“Enchi a cara de sorrisos
E a minha vida de amigos
Pulei da ponte que nos separava
No mar do esquecimento
Afoguei as mágoas
Me revoltei contra as mentiras
Me viciei na Sua alegria
Dei o troco com perdão
E agora eu vou sem vergonha
Na contramão”

(Marcela Taís feat. Paulo César Baruk)

segunda-feira, 13 de julho de 2015

segunda-feira, 29 de junho de 2015


12 Disse Deus: Este é o sinal da minha aliança que faço entre mim e vós e todos os seres viventes que estão convosco, para perpétuas gerações:
13 Porei nas nuvens meu arco; será por sinal da aliança entre mim e a terra.”

(Gênesis 9:12,13)

sexta-feira, 12 de junho de 2015

Uma Nova História ♫


“Sai de tua tenda
Oh filho meu, te mostrarei as estrelas do céu
Sai de tua tenda
Oh filho meu, te mostrarei a areia do mar

Será que podes contar?
Será que podes imaginar?
Tudo aquilo que sonhei para ti, filho meu?
O que minhas mãos fizeram para ti, filho meu?”

(Fernandinho)

segunda-feira, 1 de junho de 2015


“Uma vez que você aprende a ler, você será eternamente livre.”

(Desconheço o autor)

sexta-feira, 10 de abril de 2015

Álbum da Vida ♫


“E nessa magia que se perdeu no tempo
Nos que tem coração com carrossel”

(Chiquititas)

segunda-feira, 6 de abril de 2015

Mais Uma Vez ♫


“Você dividiu comigo a sua história
E me ajudou a construir a minha
Hoje mais do que nunca somos dois
A nossa liberdade é o que nos prende”

(Jota Quest)

sábado, 7 de março de 2015


“É preciso ter uma coragem insana para despir a alma e transformá-la em frases no papel.”

(Fernanda Mello)
Texto completo aqui.

terça-feira, 24 de fevereiro de 2015


“A palavra amor anda vazia. Não tem gente dentro dela.”

(Manoel de Barros)

quarta-feira, 18 de fevereiro de 2015

Piano Bar ♫


“Toda vez que falta luz, o invisível nos salta aos olhos”

(Engenheiros do Hawaii)

terça-feira, 27 de janeiro de 2015


“Eu me apaixonei por ele. Mas não fico com ele de maneira automática, como se não existisse mais ninguém disponível para mim. Fico com ele porque decido fazê-lo todos os dias quando acordo [...]. Eu o escolho continuamente, e ele me escolhe também.”

(Tris em Convergente – Veronica Roth)

sábado, 24 de janeiro de 2015


“Esse é o maior dos sofrimentos: não ter por quem sentir saudades, passar pela vida e não viver.”

(Fala do personagem Poeta Afonso Henriques na novela Fera Ferida)
P.S.: Pensamento erroneamente atribuído à Pablo Neruda. Leia mais sobre isso aqui.

sexta-feira, 9 de janeiro de 2015


“Livros nos dão um lugar para ir quando precisamos permanecer onde estamos.”

(Autor Desconhecido)